Pesca sustentável e manejo florestal, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Tomaz Silva da Agência Brasil, desenvolve matéria sobre pesca sustentável, que é um dos grandes desafios das comunidades ribeirinhas. Ressalta que um dos grandes desafios pelos quais passam diversas comunidades ribeirinhas da Amazônia tem sido o de pescar de forma sustentável. E evitar que a fartura de um ano resulte em escassez de pescado no ano seguinte. O princípio pode ser aplicado a várias outras atividades típicas desenvolvidas pelos ribeirinhos da

Due diligence, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] A expressão “due diligence” deriva do conceito do Direito Romano “diligentia quam suis rebus”, ou seja, a diligência de um cidadão em gerenciar suas coisas. A expressão “due diligence” traduzida literalmente significaria “devida cautela ou diligência”. O foco é limitado à área jurídica, como forma de precaução quanto aos passivos ambientais. Se deseja demonstrar a necessidade deste procedimento, bem como a relevância das garantias contratuais, para o cenário econômico e

Impactos da produção de carne, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Até há bem pouco tempo atrás, as discussões ambientais restringiam-se a proteger ursos panda, evitar desperdício de água e reciclar latinhas de cerveja. A crise ambiental mais complexa, é resultante da repetição ao longo de décadas, de hábitos de consumo coletivos e individuais predatórios, mas abençoados pela lógica de mercado e por uma cultura de sobre-consumismo permanente. Entre os hábitos está o consumo indiscriminado de carne de qualquer origem. A atual

Algas Kelps, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Laminariales é uma ordem de grandes algas, também denominadas por “kelp”. Apesar da sua aparência de grandes plantas marinhas, não pertencem ao reino das plantas e algas verdes. São conhecidos perto de 30 gêneros. Estas algas crescem em bosques submarinos chamados de bosques de algas, em águas superficiais e claras, ricas em nutrientes e temperaturas abaixo de 20 °C. Estes bosques oferecem proteção a algumas criaturas marinhas, e alimentos para

Alimentos orgânicos no Brasil, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Para ser considerado orgânico, o produto deve ser cultivado em um ambiente que considere sustentabilidade social, ambiental e econômica e valorize a cultura das comunidades rurais. A agricultura orgânica não utiliza agrotóxicos, hormônios, drogas veterinárias, adubos químicos, antibióticos ou transgênicos em qualquer fase da produção. O sistema orgânico busca o equilíbrio do ecossistema para resultar em plantas mais resistentes a pragas e doenças. Para impedir a disseminação de doenças, outras culturas

Darwin, transgênicos e imunodeficiência, Parte 2/2 (Final), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] Antônio Inácio Andrioli embora a maioria dos cientistas financiados pela indústria química continue ignorando os dados disponíveis, determina que a experiência com o cultivo de transgênicos demonstra que essas plantas apresentam uma menor produtividade e carecem de um maior uso de agrotóxicos em relação às plantas convencionais. É sempre bom lembrar que a realidade dos transgênicos, não passou nem perto de solucionar o problema da fome, que depende da distribuição

Darwin, transgênicos e imunodeficiência, Parte 1/2, artigo de Roberto Naime

  "No curso da evolução, entendida não como um processo teleológico ou rigidamente determinado, mas como um processo que contém a cada etapa colossais níveis de contingência, as espécies, inclusive os seres humanos, tornaram se adaptadas aos seus ambientes por meio de um processo de seleção natural de variações inatas, operando numa escala cronológica de milhões de anos. Então, segundo esta perspectiva, nós deveríamos ter muita cautela ao fazer mudanças ecológicas

Governança ambiental e economia verde, Parte 6/6 (Final), artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] JACOBI et al. (2012) refletem que em termos econômicos, o conceito de desenvolvimento está vinculado à manutenção sustentável ou ao não declínio da capacidade de prover renda per capita infinitamente. Significa a manutenção do capital necessário para garantir a utilidade para o futuro, o que implica também em que o ambiente tivesse condições de prover os recursos necessários a esta condição. Esta abordagem econômica do ambiente mostra que há a possibilidade

Governança ambiental e economia verde, Parte 5/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] JACOBI et al. (2012) questionam a pouca atenção dada à necessidade de controle social sobre os poderes econômicos e à necessidade de agir sobre a desigualdade e os padrões de produção e consumo não sustentáveis. O equilíbrio do sistema climático é modificado por razões antrópicas, a partir da emissão de gases de efeito estufa intensificada desde a Revolução Industrial e desde a segunda metade do Século XX com a explosão

Governança ambiental e economia verde, Parte 4/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] JACOBI et al. (2012) asseveram que também existem os encontros e eventos de articulação intelectual e política em que se dá visibilidade e continuidade às discussões sobre a gestão ambiental participativa. Essas formas educativas de engajamento na transversalidade dos grupos, dos interesses, dos movimentos sociais, culturais, na vida, são tessituras que flexibilizam e potencializam politicamente as estruturas rígidas de formação do sujeito e de seus grupos de pertencimento. Existem diferentes engenharias

Governança ambiental e economia verde, Parte 3/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] JACOBI et al. (2012) asseveram que todos estes procedimentos demandam fortalecimento da cooperação e inovação na negociação de conflitos entre múltiplos atores, enfatizando práticas participativas e coordenação entre políticas públicas e atores da sociedade civil. Como já se disse aqui, quando se observa um bem-intencionado e zeloso policial rodoviário perdido entre populações vulnerabilizadas procurando defender interesses entre barricadas de fechamento de estradas, se entende o quanto o estado brasileiro está

Governança ambiental e economia verde, Parte 2/6, artigo de Roberto Naime

    [EcoDebate] JACOBI et al. (2012) asseveram que as aceleradas mudanças no plano social, econômico, tecnológico e ambiental desafiam cada vez mais as estruturas tradicionais dos governos. Que se entende por governança ambiental. Não é pretensão cristalizar uma conceituação completa e inquestionável, até mesmo porque esta situação não existiria. Governança transcende a assistencialismo social. Conceito transposto da área empresarial, neste contexto significa mediar de forma sistêmica, os interesses envolvidos de todas as partes

Top