Tome uma atitude: Coisas que você pode fazer pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Da ONU Coisas que você pode fazer a partir do seu sofá Economize eletricidade conectando aparelhos em uma tira de força e desligando-o completamente quando não estiver em uso, incluindo o seu computador. Pare de extratos bancários em papel e pague suas contas online ou via celular. Sem papel, não há necessidade de destruição da floresta. Compartilhe, não goste. Se você vê uma publicação de mídia social interessante sobre os direitos das mulheres

Conheça os novos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

  Os ODS devem ser implementados por todos os países do mundo durante os próximos 15 anos, até 2030.   Esta agenda é formado pelos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que devem ser implementados por todos os países do mundo durante os próximos 15 anos, até 2030. Conheça quais são estes novos Objetivos Globais: Objetivo 1: Acabar com a pobreza em todas as suas formas, em todos os lugares Globalmente, o número de pessoas vivendo em extrema

O mito dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), artigo de José Eustáquio Diniz Alves

“Os ODS apresentam uma boa intenção, mas vendem uma grande ilusão” (Alves, 2015) [EcoDebate] Houve uma janela de oportunidade e o mundo conseguiu realizar uma série de Conferências globais no âmbito da Organização das Nações Unidas (ONU) na década de 1990. O fim da Guerra Fria e a maior distenção Internacional criou um ambiente de maior cooperação e de enfrentamento dos problemas nacionais e mundiais. Cabe destacar os seguintes eventos: 1992 - Conferência

PNUD lança vídeo que explica os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

  A peça audiovisual faz parte de uma campanha mundial para apoiar a transição dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio para o novo conjunto de metas da agenda de desenvolvimento pós-2015, que deverá ser adotado pelos países em setembro.   “Somos a primeira geração que tem os recursos e tecnologias para eliminar a pobreza, mas somos provavelmente a última geração que pode impedir que a mudança global do clima destrua tudo o que

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): boa intenção, grande ilusão, artigo de José Eustáquio Diniz Alves

  “Perder uma ilusão torna-nos mais sábios do que encontrar uma verdade” Ludwig Borne     [EcoDebate] O ano de 2015 começou com o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, apresentando aos Estados-membros das Nações Unidas um relatório-síntese sobre o trabalho desenvolvido até agora para a definição e negociação da agenda pós-2015, que inclui os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que guiarão o desenvolvimento global depois do fim do prazo para o cumprimento dos

Secretário-geral da ONU apresenta síntese dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável pós-2015

  Relatório final será apresentado no dia 31 de dezembro. O documento, intitulado “O Caminho para a Dignidade até 2030: Acabando com a Pobreza, Transformando Todas as Vidas e Protegendo o Planeta” é resultado de um trabalho de dois anos, que mobilizou milhares de pessoas em todos os países do mundo.   O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, apresentou, nesta quinta-feira (4), aos 193 Estados-membros da Assembleia Geral, uma síntese do relatório “O

Objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU não podem ignorar os povos indígenas

  Povos indígenas em Totonicapán, Guatemala. Foto: ACNUDH/Rolando Alfaro   A omissão dos povos indígenas no rascunho dos objetivos pós-2015 das Nações Unidas preocupa um grupo de especialistas, que instou os estados-membros a escutar as reivindicações dessa população e incluí-los no documento final. Esse apelo aconteceu na última sexta-feira (18) durante o encontro do Grupo de Trabalho Aberto sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) em Nova York, onde se debateu o rascunho

Novas propostas para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] Em 2015 termina o prazo estabelecido para o cumprimento das metas dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que foram definidos na Cúpula do Milênio, da Organização das Nações Unidas (ONU), no ano 2000, em Nova Iorque. Atualmente, a ONU está realizando um debate global para definir quais serão as novas metas que substituirão os ODMs, entre 2015 e 2030, e que vão dar continuidade às decisões da Conferência

Dez Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), artigo de José Eustáquio Diniz Alves

    [EcoDebate] A Organização das Nações Unidas (ONU), através da Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável (SDSN - The Sustainable Development Solutions Network), apresentou um rascunho de documento, elaborado por especialistas, que define uma primeira proposta para os dez Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que devem orientar a agenda ambiental a partir de 2015. Os ODS são resultado da conferência Rio + 20, de 2012. Estes objetivos devem entrar em

Escolas de todo o país vão divulgar vídeos sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

  ABr   Com linguagem acessível e uma proposta de atividades lúdicas, oito vídeos sobre os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável assumidos por diversos países, entre eles os Brasil, serão apresentados em salas de aula de todo o país. A iniciativa, lançada ontem (13) em Manaus, é uma parceria do Ministério da Educação (MEC) com a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e o Ministério de Meio

Um ano do lançamento dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, artigo de Norman de Paula Arruda Filho

    [EcoDebate] Em setembro de 2015, tive a honra de participar do lançamento dos 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). Dentre representantes de diversos países com suas mais variadas línguas e culturas, durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, ouvi o então Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki Moon, discursar sobre a Agenda 2030: um chamado à sociedade para a articulação de iniciativas em prol do

Objetivos do desenvolvimento sustentável no Antropoceno, artigo de Paulo Artaxo

  Nosso planeta está passando por uma série de processos de transformação muito fortes e rápidos, com o potencial de dificuldades importantes para as gerações futuras em termos de viabilidade como sociedade sustentável. Certamente estamos caminhando neste início de Antropoceno a um planeta com clima mais instável e violento, além da evidente escassez de recursos naturais. E somos nós que estamos promovendo tais mudanças, muitas das quais sequer nos demos conta. Nosso planeta

Top